Notícias » Ásia

Coreia do Norte decide banir corte mullet, piercing e jeans skinny

A decisão seria uma tentativa de conter a influência sobre os jovens do país asiático

Redação Publicado em 27/05/2021, às 19h27 - Atualizado às 19h32

Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte
Kim Jong-un, líder supremo da Coreia do Norte - Getty Images

Na Coreia do Norte, o ditador Kim Jong-Un decidiu colocar em prática uma medida contrária a moda que se segue ao redor do mundo. O tirano proibiu o uso do corte de cabelo mullet, piercing no rosto, especificando no nariz e boca. 

Até mesmo a comercialização do jeans skinny no país mais isolado do planeta. A informação foi repercutida pela imprensa internacional, através de veículos como The Guardian, Insider, New York Post, Yahoo News, News Week, DW, Metro e GQ. 

Tais decisões não tiveram as características relacionadas individualmente a algum incômodo do líder, mas o The Guardian republicou uma informação atribuída ao jornal estatal Rodong Sinmun como uma tentativa de impedir a entrada de “cultura capitalista” no país asiático.

Em artigo, o órgão oficial do governo norte-coreano acrescentou a necessidade de expulsar itens da moda ocidental ao expressar preocupação com a influência sobre os jovens do país: "Devemos ser cautelosos até mesmo com o menor sinal do estilo de vida capitalista e lutar para nos livrar deles".

Miley Cyrus é uma das responsáveis pelo retorno do corte mullet /Crédito: Getty Images

 

Além dos já citados acima, camisetas com nomes ou logomarcas de empresas famosas já estavam banidos do regime, conforme repercutido pelo Metro.