Notícias » Coronavírus

Coreia do Norte rejeita três milhões de vacinas contra coronavírus da iniciativa Covax

A decisão foi divulgada nesta quarta-feira, 1.

Luíza Feniar Migliosi Publicado em 02/09/2021, às 13h53

Pyongyang, na Coreia do Norte
Pyongyang, na Coreia do Norte - Getty Images

Cerca de três milhões de doses de vacinas da Sinovac Biotech contra o coronavírus, enviadas pela iniciativa Covax, foram rejeitadas pela Coreia do Norte, segundo o jornal The Washington Post, nesta quarta-feira, 1.

De acordo com a matéria publicada no site, o governo de Pyongyang disse que a iniciativa, liderada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), deveria priorizar o envio dos imunizantes para “países mais atingidos” pela pandemia, segundo o portal de notícias UOL.

A Coreia do Norte, afirma, oficialmente, que nunca registrou casos de coronavírus em seu território, o que a incluiria entre os 13 países do mundo que estão “protegidos” da Covid-19. Porém, devido a ditadura de Kim Jong-um, as informações não carregam muita veracidade.

Além disso, o Ministério da Saúde do país afirmou que, devido os fornecimentos globais limitados, é necessário enviar "para outros locais gravemente atingidos”.

Apesar da conduta, Pyongyang pediu o envio de vacinas contra a Covid-19 para a Aliança Gavi, que coordena a Covax, e um lote de dois milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Universidade de Oxford havia sido anunciado, porém, por conta de atrasos, não foi entregue ainda.

A Coreia do Norte é um dos poucos países no mundo que não iniciou a campanha de imunização, excluindo até os profissionais da saúde.