Notícias » Ásia

Coreia do Norte volta a lançar mísseis de cruzeiro no Mar do Japão, diz Seul

"Mísseis balísticos demonstram poder destrutivo, enquanto mísseis de cruzeiro mostram precisão!", afirmou especialista sobre nova ação de Pyongyang

André Nogueira Publicado em 14/04/2020, às 10h02

Kim Jong-un
Kim Jong-un - KCNA

Novos disparos de mísseis de cruzeiro nortecoreanos teriam sido captados no Mar do Japão, segundo informações divulgadas por Seul, em uma demonstração de força às vésperas do aniversário de Kim Il-sung, celebrado no país, e de eleições parlamentares no vizinho. Os lançamentos teriam sobrevoado mais de 150 quilômetros, num momento de paralização das negociações de paz devido o surto de coronavírus na Coreia do Sul.

"As autoridades de inteligência da Coréia do Sul e dos EUA estão analisando de perto questões relacionadas", afirmou o Estado-Maior da Coreia do Sul, em comunicado. Se for confirmada a ação, ela será enquadrada como a primeira do tipo desde 2017. Pyongyang também teria coordenado o sobrevoo da cidade de Wonsan com jatos MiG, disparando foguetes em teste.

Sofisticado lança-mísseis terrestre da Coreia do Norte / Crédito: KCNA

 

Segundo a análise do pesquisador Cha Du-hyeogn, do Instituto Asan de Estudos Políticos à Agence France-Presse, os mísseis de cruzeiro foram uma demonstração da Coreia do Norte de que existem “várias opções de sistemas de entrega de armas” na nova frota de Kim Jong-un. "Mísseis balísticos demonstram poder destrutivo, enquanto mísseis de cruzeiro mostram precisão. Até agora a Coréia do Norte mostrou sua força e agora está demonstrando precisão ao atingir alvos."

O movimento também pode ter sido motivado por ameaças militares realizadas pelos EUA que, na semana passada, manobrou dois porta-aviões (USS Carl Vinson e USS Ronald Reagan) na região. No domingo seguinte, Kim visitou uma base aérea para observar exercícios de combate em voo no local. A ONU voltou a ameaçar novas sanções ao país.