Notícias » Coreia do Sul

Coreia do Sul cria plano de ações para prevenir suicídio de celebridades

O número de artistas sul-coreanos que tiraram a própria nos últimos anos é alarmante; entenda!

Redação Publicado em 06/10/2021, às 13h48

Funeral do Idol Kim Jong-hyun
Funeral do Idol Kim Jong-hyun - Getty Images

No final da última semana, o governo sul-coreano anunciou um novo plano de medidas para prevenir a morte de celebridades do país por suicídio. A ação aconteceu poucos dias depois de o assunto ser discutido em uma reunião entre o Ministério da Educação e o Ministro de Saúde e Bem-Estar da Coreia do Sul.

O plano acontece em um momento que o entretenimento sul-coreano está em ascensão, com o gênero K-pop, as séries dramáticas (chamadas de doramas) e as produções de filmes.

De acordo com informações publicadas pelo portal Olhar Digital, com as redes sociais e o sucesso, uma pressão muito grande surge em volta das celebridades, principalmente no mundo do K-pop, com os chamados Idols.

Com o crescimento do gênero, muitos integrantes passaram a sofrer com a saúde mental abalada. Nos últimos anos, o número de suicídio de celebridades sul-coreanas foi alarmante, os motivos incluem: depressão e cyberbullying.

Como aconteceu em 2017 com Kim Jong-hyun, que integrou a boyband SHINee. Pouco tempo depois, o mesmo aconteceu com Sulli, membro da girlband f(x); e com Goo Hara, que fez parte do grupo Kara.

A ação em questão busca “eliminar os pontos cegos” na gestão da saúde mental de celebridades e artistas sul-coreanos. Com a maior disponibilização de consultas psicológicas e o envio de profissionais da saúde para sets de filmagens e afins.

A medida também tem como objetivo cuidar dos chamados casos do ‘Efeito Werther’, quando uma pessoa imita o ato do suicídio após a notícia de que isso tenha acontecido com alguém, na maioria das vezes figuras famosas.