Notícias » Coronavírus

CoronaVac apresenta resultados ‘inadequados’ contra ômicron

De acordo com pesquisa, a nova variante da Covid-19 foi capaz de ‘reduzir a eficácia de duas doses da vacina’ da Sinovac

Penélope Coelho Publicado em 15/12/2021, às 10h03

Vacina CoronaVac
Vacina CoronaVac - Getty Images

Nesta quarta-feira, 15, foi divulgado o resultado de um estudo realizado pela Universidade de Hong Kong a respeito da eficácia da vacina contra Covid-19, CoronaVac, em relação à nova variante ômicron

De acordo com a pesquisa, dados preliminares apontaram que duas doses do imunizante produzido pela farmacêutica chinesa Sinovac, apresentam níveis de proteção “inadequados” contra a nova cepa.

Segundo informações divulgadas pelo jornal Estadão, os especialistas recomendam uma terceira dose da CoronaVac.

No estudo, os pesquisadores avaliaram a produção de anticorpos em 25 pessoas que foram vacinadas com o imunizante da Sinovac, segundo a conclusão, nenhum dos envolvidos obteve proteção suficiente para neutralizar a ômicron.

"A variante Ômicron do vírus foi capaz de reduzir a eficácia de duas doses da vacina contra a Covid-19, particularmente a Coronavac. Portanto, os que receberam a vacina ou mesmo os pacientes recuperados da covid podem estar em maior risco de contrair a doença ou reinfecção", informou a Universidade, em comunicado oficial.