Notícias » Coronavírus

Coronavírus: Ministério da Saúde diminui tempo de isolamento

A redução pode chegar a 5 dias de quarentena, dependendo do quadro do paciente; entenda

Penélope Coelho Publicado em 11/01/2022, às 09h30

Imagem ilustrativa do Rio de Janeiro em lockdown, em março de 2020
Imagem ilustrativa do Rio de Janeiro em lockdown, em março de 2020 - Getty Images

Na noite da última segunda-feira, 10, o Ministério da Saúde oficializou a redução do tempo mínimo de isolamento passa pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus, quando apresentam quadros leves e moderados.

Agora, o período de quarentena cai de 10 para 7 dias, caso o paciente deixe de apresentar indícios do vírus há pelo menos 24 horas, nesta situação, sem necessidade de teste.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias UOL, o intervalo pode ser ainda menor caso a pessoa não esteja com febre e sem o uso de medicamentos durante 24 horas.

Nesse caso, será obrigatória a apresentação do teste negativo, caso positivo, o período segue sendo 10 dias.

"A nossa mensagem principal é que o nosso isolamento é de sete dias. Se o paciente não quis testar no quinto dia, mas se ao sétimo dia ele estiver sem sintomas, sem febre e sem uso de medicamentos por 24 horas, ele pode sair do isolamento. Ele não é necessário testar", disse Arnaldo Medeiros, secretário de vigilância em Saúde.

Segundo revelado na publicação, o ministério informa que a decisão segue as diretrizes de outros países, como Estados Unidos e Inglaterra, que também revisaram as normas internas do período de isolamento, em meio à pandemia de Covid-19.