Notícias » Brasil

Coronavírus: Rio de Janeiro e Belo Horizonte voltam a vacinar gestantes somente com Coronavac e Pfizer

A aplicação da vacina AstraZeneca em grávidas e puérperas com comorbidades foi suspensa por recomendação da Anvisa

Penélope Coelho Publicado em 12/05/2021, às 09h26

Imagem meramente ilustrativa de mulher grávida
Imagem meramente ilustrativa de mulher grávida - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas na manhã desta quarta-feira, 12, pelo portal de notícias G1, algumas cidades do Brasil, como Rio de Janeiro e Belo Horizonte irão retomar hoje a vacinação contra a Covid-19 em gestantes e mulheres com comorbidades que acabaram de dar à luz, também chamadas de puérperas.

Contudo, segundo revelado na publicação, esse grupo só irá receber doses do imunizante Coronavac ou Pfizer. Sabe-se que ontem, 11, a vacinação dessas mulheres havia sido suspensa, após o falecimento de uma gestante de 35 anos, que recebeu a vacina AstraZeneca. De acordo com a publicação, a mulher sofreu um “evento adverso grave de acidente vascular cerebral hemorrágico”.  

A morte da gestante está sendo investigada. Por precaução, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspenção imediata da vacina AstraZeneca em grávidas.

Atualmente, para grávidas ou puérperas com comorbidades receberem os imunizantes recomendados, é necessário apresentar um laudo médico que comprove a recomendação médica para o recebimento da vacina, além da assinatura de um termo de esclarecimento. Com a recomendação da Anvisa, os estados e as prefeituras ao redor do país alteraram a vacinação no grupo citado.  

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra 15,3 milhões de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 426 mil no país.  

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.