Notícias » Reino Unido

Coronavírus: Senhor recebe alta após 306 dias hospitalizado

Geoffrey Woolf foi diagnosticado com covid-19 em março de 2020, todavia sua recuperação da doença levou mais do que o esperado

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 28/01/2021, às 08h00

Fotografia de Geoffrey Woolf após voltar para casa
Fotografia de Geoffrey Woolf após voltar para casa - Divulgação/ Twitter

O ex-advogado britânico Geoffrey Woolf, de 74 anos, foi internado em março do ano passado com covid-19. Já na última quinta-feira, 21, o senhor pôde finalmente voltar para casa, após um impressionante total de 306 dias hospitalizado. A história foi repercutida pelo UOL. 

O advogado aposentado passou por uma verdadeira jornada de recuperação, que começou de maneira desfavorável: com um coma induzido. Os médicos até avisaram a família que era hora de se despedir. 

Era então abril de 2020, e Geoffrey não apresentou mais atividades cerebrais durante os exames. "A primeira vez que fomos ao hospital foi para aquela reunião em que nos disseram que ele havia partido. Eles disseram que poderíamos entrar e dizer adeus", contou um dos três filhos, Nicky Woolf, em entrevista à BBC. 

Uma nova verificação, todavia, detectou uma pequena quantidade de atividade, e Woolf acabou acordando em julho. Embora estivesse consciente, havia ainda outros desafios pela frente: o ex-advogado sofrera um derrame durante seu coma, de forma que precisava agora tratar de sequelas físicas e mentais. 

Após uma longa reabilitação - que durou por volta de seis meses - Nicky anunciou em sua conta do Twitter que o pai havia enfim recebido alta no hospital.

Inclusive, seu humor já estaria de volta: “Sua primeira piada foi que ele escolheu uma maneira bastante difícil de pular o último ano do governo Trump, mas provavelmente ainda valeu a pena”, compartilhou o jovem britânico.