Notícias » Austrália

Corpo de criança é encontrado em barril na Austrália

A polícia australiana investiga a possibilidade de os restos pertencerem a uma menina de nove anos desaparecida desde a semana passada

Isabela Barreiros Publicado em 19/01/2022, às 10h47

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay/RockYourCradle

O corpo de uma criança de nove anos foi identificado dentro de um barril na mata próxima do rio Colo, em Nova Gales do Sul, na Austrália, e, segundo a polícia local, pode pertencer a uma menina que está desaparecida desde o final da semana passada.

A garota estava de férias com a família no Wildenstein Private Gardens, em Mount Wilson, e foi dada como desaparecida na última sexta-feira, 14. A descrição dos restos mortais encontrados são consistentes com a da criança.

“A notícia de hoje não é o que queríamos ouvir. Quero dizer, isso é horrível. Isso é horrível. Isso é chocante”, afirmou o vice-primeiro-ministro de Nova Gales do Sul, Paul Toole, segundo reportou o jornal britânico The Guardian.

De acordo com o vice-comissário de polícia David Hudson, o barril foi transportado para o necrotério da cidade e deverá ser analisado o mais rápido possível, ainda que, na análise primordial, já foi possível confirmar as características principais da menina.

“Agora está nas mãos do legista. A busca continuará em andamento para procurar quaisquer pistas que nos ajudem a identificar a causa da morte”, afirmou a comissária em exercício Karen Webb.

“Eu encorajo as pessoas a se apresentarem com informações. Ainda há muitos elementos desta investigação que temos que trabalhar para determinar exatamente o que aconteceu”, acrescentou.

Em decorrência da descoberta do barril, um homem de 31 anos foi preso em Surry Hills na noite de ontem, 19, e foi acusado de assassinato. A defesa alegou que o indivíduo sofria com "problemas de saúde mental" e estava sob o uso de uma alta dose de medicamentos.

O vice-comissário afirmou que o homem “comprou vários sacos de areia de 20 kg de uma loja de ferragens”. Após isso, tentou “abastecer um barco e depois tentou flutuar o barco na água em uma das docas no interior de Sidney”. Depois da tentativa falha, a polícia conseguiu rastrear o acusado até o local onde o corpo foi encontrado.