Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Corpos de Dom Phillips e Bruno Pereira são transportados para famílias

Com datas distintas, as vítimas terão cerimônias de despedida no Rio de Janeiro e em Pernambuco

Redação Publicado em 24/06/2022, às 08h16

Jornalista britânico Dom Phillips e indigenista brasileiro Bruno Pereira na floresta amazônica - Divulgação/Arquivo Pessoal
Jornalista britânico Dom Phillips e indigenista brasileiro Bruno Pereira na floresta amazônica - Divulgação/Arquivo Pessoal

Com datas distintas marcadas para as cremações, os restos mortais do jornalista britânico Dom Phillips e do ativista Bruno Pereiraforam encaminhados para suas família no Rio de Janeiro e Recife, na ontem, 23, pela Polícia Federal. O brasileiro será velado e cremado hoje, 24, enquanto o inglês terá um funeral de despedida no domingo, 26.

Segundo o jornal O Povo, o avião com os corpos decolou de Brasília por volta de 14h e foi primeiro ao Rio de Janeiro, chegando no estado às 16h, especificamente no Aeroporto Internacional do Galeão. Pouco tempo depois, o voo seguiu para o Aeroporto Internacional de Guararapes, no Recife, onde pousou no início da noite, às 18h35.

Bruno foi velado hoje, às 9h, no município chamado Paulista, região metropolitana de Recife. A cremação está marcada para as 15h. Enquanto isso, Dom será velado em Niterói, no Rio de Janeiro, com funeral e cremação marcados para domingo, com as cerimônias também começando às 9h.

Mortes ainda são estudadas

Os restos mortais foram localizados na quarta-feira, 15, no local sinalizado por Amarildo, cerca de 3,1 km da região onde ocorreu o crime e foram encontrados pertences de comunicador e o indigenista. 

Em nota divulgada pela PM e repercutida pelo portal G1 no sábado, 18, foi declarado que Pereira morreu em decorrência de dois tiros na região abdominal e torácica, e um na cabeça, enquanto Phillips levou um tiro no abdômen/tórax. A munição usada nos homicídios geralmente é muito comum em caças.