Notícias » Paquistão

Covid-19: Província no Paquistão pode bloquear celulares de pessoas que não se vacinarem

Muitos paquistaneses têm recusado serem imunizados devido às inúmeras teorias da conspiração envolvendo vacinas contra a Covid-19

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/06/2021, às 09h44

Uma pessoa é vacinada
Uma pessoa é vacinada - Getty Images

De acordo com informações da CBS News, repercutidas pelo portal de notícias UOL, a província de Punjab, no Paquistão, está ameaçando bloquear o celular da população que se recusar a ser imunizada contra a  Covid-19.

A medida surge em meio à desconfiança dos paquistaneses, que disseminam teorias da conspiração, como a de que o governo teria um plano para tornar as pessoas inférteis.

Para tentar convencer as pessoas, o órgão responsável pelo combate da pandemia no país, o Centro Nacional de Comando e Operação, divulgou um vídeo de conscientização sobre a imunização. Além disso, os principais jornais do Paquistão realizaram publicações reforçando o pedido.

Apesar de o governo ter anunciado o bloqueio de aparelhos, as operadoras de telefonia móvel do país ainda não receberam qualquer ordem oficial para cortar o serviço. No entanto, para Shandana Khan, CEO da ONG local Rural Support Programs Network, a medida pode ser imprudente.

"Em muitas áreas rurais onde os telefones são essenciais para transferir dinheiro, receber microcrédito, etc., e onde as vacinas não estão prontamente disponíveis, esta abordagem provavelmente não funcionará", disse ela em entrevista à CBS News.

"Na verdade, isso criará mais problemas. Não há vacinas suficientes neste momento. Obter vacinas e melhorar o alcance nas aldeias de Punjab é crucial. Aldeias remotas não têm vacinas disponíveis, então uma campanha porta a porta pode ser convincente fator", finalizou.