Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Cratera na Marginal: Documento de 2012 já apontava fragilidade da área

Levantamento mostra que região já era considerada como propensa a ser acometida por eventos dessa natureza

Fabio Previdelli Publicado em 03/02/2022, às 14h04

Cratera que se abriu na Marginal Tietê - Divulgação/ TV Globo
Cratera que se abriu na Marginal Tietê - Divulgação/ TV Globo

Na última terça-feira, 1°, conforme relatado pela equipe do site Aventuras na História, uma cratera se abriu no lado direito da pista da Marginal Tietê na Freguesia do Ó, em São Paulo, ao lado de um túnel de obras da Linha 6-Laranja do Metrô.

Agora, vem à tona um relatório de impacto ambiental, assinado pela Walm Engenharia e Tecnologia Ambiental, em 2012, que aponta que o trecho já era considerado de maior propensão para ser acometido a eventos dessa natureza. 

De acordo com o documento, repercutido pela Folha, a faixa entre as estações Água Branca e Santa Marina, pouco antes da Estação Freguesia do Ó, está situada na planície aluvial do Tietê, desta forma, existe uma probabilidade maior de “problemas de recalque”, visto que  o trecho possui uma “fragilidade alta”.

O levantamento foi feito na época em que a expectativa era que as estações começassem a operar no início de 2017. Entretanto, conforme recorda a Folha, houve uma série de atrasos nas obras e também a troca da concessionária responsável pela linha. 

Ao emitir o parecer favorável às obras, os técnicos que fizeram a vistoria ressaltaram a importância da mesma ser alvo de constantes monitoramentos, visto que as fragilidades que poderia sofrer por estar no entorno do Rio Tietê.