Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Criptas de primazes católicos da Polônia são encontradas em igreja colegiada

Como segue a tradição da Igreja Latina, um primaz é um arcebispo com autoridades diferentes; criptas de três deles foram encontradas na Polônia

Uma das criptas encontradas na Polônia - Reprodução / PAP
Uma das criptas encontradas na Polônia - Reprodução / PAP

Arqueólogos descobriram duas criptas na igreja colegiada em Łowicz, que abrigam os restos mortais dos Primazes da Polônia. Na tradição da Igreja Latina, um primaz é um arcebispo com autoridade jurisdicional ou precedência cerimonial.

Historicamente, os primazes de determinadas sés recebiam privilégios como o poder de convocar e presidir sínodos nacionais, supervisionar a instalação de arcebispos em suas dioceses e o direito de coroar o soberano do país.

As criptas contêm os túmulos de Henryk Firlej (1574-1626), Andrzej Leszczyński (1608-1658) e Wacław Leszczyński (1605-1666), todos ex-arcebispos de Gniezno, uma cidade localizada no centro-oeste da Polônia. Os túmulos foram encontrados em perfeito estado de conservação, com vestes fúnebres, sapatos e a mitra episcopal bordada com fio de ouro preservados, segundo o Heritage Daily.

Itens encontrados nas criptas - Reprodução / PAP

Num dos túmulos encontramos um anel de ouro com o brasão de Wieniawa, uma cruz — provavelmente de ouro, e quatro alfinetes de ouro com cabeça de cristal de rocha. Em outro túmulo, o arcebispo foi enterrado segurando uma cruz na mão direita, junto com um anel de ouro e uma cruz em uma corrente. Esperamos encontrar também um cálice dourado e uma patena”, disse a arqueóloga Monika Kamińska em um comunicado oficial.

Terceira cripta

Os pesquisadores destacam que a descoberta oferece novos conhecimentos sobre os preparativos funerários dos bispos, especialmente em relação às vestimentas, casulas e os tecidos utilizados para forrar os caixões. Além disso, uma terceira cripta foi descoberta e acredita-se que possa conter o túmulo do Primaz Jan Przerębski (1519-1562).

“A descoberta das criptas dos quatro primazes tem um grande valor histórico, mas para mim é uma descoberta das raízes da fé. Estamos conhecendo a cultura cristã da nossa terra”, disse Dom Wojciech Osial, Bispo de Łowicz, também no comunicado.