Notícias » Brasil

Cristiana Lôbo, jornalista e comentarista de política, morre aos 63 anos

Cristiana Lôbo estava tratando um câncer há alguns anos e foi internada devido a uma pneumonia, em São Paulo

Isabela Barreiros Publicado em 11/11/2021, às 13h00

Cristiana Lôbo em entrevista de 2014
Cristiana Lôbo em entrevista de 2014 - Divulgação/ Youtube/ casacinepoa

Cristiana Lôbo, comentarista de política da GloboNews e colunista do g1, morreu nesta quinta-feira, 11, aos 63 anos. A emissora Globo confirmou a morte da jornalista ao interromper a programação com uma homenagem.

Lôbo estava internada no hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde tratava uma pneumonia, durante a luta contra um mieloma múltiplo, a qual vivia há alguns anos. Trata-se de um tipo de câncer que afeta as células da medula óssea.

A comentarista deixa o marido, Murilo, os dois filhos, Gustavo e Bárbara, e os netos, Antônio e Miguel.

O legado no jornalismo é de 30 anos de carreira, em que atuou especialmente na cobertura de política. Natural de Goiânia, começou a atuar na região e mudou-se para Brasília, onde acumulou experiência e tornou-se referência na área.

No último ano, Lôbo esteve afastada da GloboNews devido a uma licença médica, como a emissora relatou ao Splash.

Colega da jornalista, Miriam Leitão a homenageou: "Sempre foi boa entrevistando, levantando bastidores. Como colega, mostrou uma força. Nosso sentimento é muito forte até para falar. Queria passar aos familiares da Cris, nosso abraço e nosso carinho enorme. Foi uma grande jornalista e uma grande colega".