Notícias » Pantanal

Cristiana Oliveira diz que 'não ia com a cara' do Jove de Pantanal original: 'A gente ri hoje'

Atriz relembrou os bastidores da primeira versão da novela, lançada em 1990

Redação Publicado em 07/05/2022, às 07h44

Imagem promocional de 'Pantanal'
Imagem promocional de 'Pantanal' - Divulgação/TV Manchete

Mais de 30 anos depois, os brasileiros relembram o sucesso de Pantanal com o remake da TV Globo, que já representa um sucesso para emissora em pouco tempo. Com a volta de personagens marcantes e paisagens que arrancam suspiros, 'Pantanal' representou um marco na televisão brasileira ao ser exibida originalmente pela TV Manchete. 

Um dos personagens marcantes da trama, 'Juma', que foi vivida pela talentosa Cristiana Oliveira, até hoje encanta os brasileiros, e, principalmente a atriz.

Durante entrevista ao podcast 'Papagaio Falante', Cristiana relembrou os bastidores da novela e até mesmo um fato bastante curioso: ela e Marcos Winter, o 'Jove', não tinham uma relação das melhores durante a gravação da novela. 

Preconceito com a televisão

Ao ser perguntada se ela e Marcos tiveram um relacionamento amoroso fora da tela, a atriz negou e disse que os artistas não se davam bem. 

"Pelo contrário, a gente não ia com a cara um do outro. Vou te explicar o porquê, isso a gente ri hoje, Marquinhos é meu irmão, toda a paixão, admiração e respeito que eu tenho por aquele cara. O Marquinhos sempre foi um cara intelectualizado, ele veio do teatro. Ele era um ser pensante, um cara que questionava as coisas, que tinha uma consciência política e artística. Ele tinha um pouco de preconceito com a televisão. Naquela época, tinha fama de que ator de verdade não podia fazer televisão, tinha que fazer cinema, teatro. Existia muito isso no final da década de 80, 90", explicou ela. 

Em seguida, a atriz relembra o incômodo do ator com o fato dela participar de programas de auditório. 

"Eu comecei a fazer Gugu Liberato, programas de auditório e aí ele falava assim, eu não lembro o texto, mas uma coisa do tipo que ele tinha preconceito com isso, 'não, você é atriz'. Eu falava: 'Caramba, eu estou só curtindo, aproveitando'. Um dia ele falou para mim: 'A gente não é da mesma praia, a gente é de praias diferentes", relembrou Cristiana.

Cristiana também destacou que foi chamada de antissocial pelo ator que viveu o José Leôncio da primeira versão, Paulo Gorgulho. 

"O Paulo uma vez perguntou para mim: 'Cris, por que você é tão antissocial?'. Eu falei: 'Cara, eu não sou antissocial, a questão é que eu não bebo, não sei jogar e acabo dormindo cedo porque acordo 3h da manhã para 5h estar pronta para poder gravar", relembrou Cristiana.

Ela diz que eles tinham a sensação de que ela teria se isolado dos outros por interpretar uma personagem de destaque.

"Eles tinham essa sensação de que eu estava me isolando por ser uma das protagonistas da novela e não era. Eu não tinha noção da responsabilidade que eu tinha, eu simplesmente vivia, só que as pessoas me cobravam", disse ela.