Notícias » Curiosidades

Crocodilo de Fidel Castro causa polêmica na Suécia

Durante comemoração em um aquário, o animal protagonizou momento trágico

Isabela Barreiros Publicado em 26/08/2019, às 15h00

None
- Crédito: Reprodução

No Aquário de Skansen, em Estocolmo, na Suécia, um homem foi mordido no braço por um crocodilo. Durante seu discurso, que fazia parte de uma comemoração tradicional do país, ele esticou o braço enquanto estava próximo a uma rocha de uma área restrita da instalação, e teve ferimentos tanto no membro quantos nas mãos.

Mas o que o crocodilo em questão tem a ver com o líder da Revolução Cubana? O fato é que o animal pertencia a ele na década de 1970. Castro presenteou o cosmonauta russo Vladimir Shatalov com dois crocodilos, como uma demonstração de diplomacia entre os dois países comunistas.

Shatalov levou o réptil para Moscou e, mais tarde, por conta da dificuldade de mantê-lo consigo, teve de deixar o estranho presente no Aquário de Skansen, na Suécia, onde o animal vive até hoje e causou o alvoroço.