Notícias » Cuba

Cuba inaugura centro de valorização a obra e memória de Fidel Castro

O evento iniciou na noite de quarta-feira, 24, com uma vigília liderada pelo atual presidente do país

Redação Publicado em 25/11/2021, às 17h03

Fidel Castro fumando charuto
Fidel Castro fumando charuto - Getty Images

Cuba inaugurou, na manhã desta quinta-feira, 25, um centro de preservação da memória e obras de Fidel Castro, aproveitando os cinco anos do falecimento do ex-líder cubano.

A cerimônia iniciou em uma vigília na noite do dia anterior, liderada pelo atual presidente do país, Miguel Díaz-Canel.

No Twitter, o chefe de estado manifestou orgulho de acompanhar a vigília e a inauguração: "No escritório de Fidel no Palácio da Revolução tudo está como ele deixou em seu último dia ali. Tento imaginá-lo em meio às duras batalhas de tantos anos desafiantes. Me inspira, me emociona. Y sigo lutando".

O local recebeu o nome de Centro Fidel Castro Ruiz, chamando a morte do ex-político como "desaparecimento físico" e dando a entender que seus ideais prosseguem inseridos na sociedade. Castro liderou a Revolução Cubana, que derrubou a ditadura de Fulgêncio Batista em 1959.

Apesar da homenagem em Havana, a lei 123 do Parlamento cubano proíbe o batismo de locais ou instituições com o nome do líder, incluindo que não é permitido erguer monumentos como formas de homenagem, como o próprio fazia questão. Por tal fator, não há representações físicas de Fidel no país.