Notícias » Brasil

“Cuidado, que ivermectina mata bichas, hein” diz Jair Bolsonaro em entrevista

Além do comentário homofóbico, o presidente também defendeu o uso do medicamento sem comprovação científica para tratamento da Covid-19

Redação Publicado em 23/07/2021, às 07h27

Jair Bolsonaro em 2020
Jair Bolsonaro em 2020 - Getty Images

Na última quarta-feira, 21, durante entrevista para a rádio Jovem Pan, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, defendeu o uso do medicamento ivermectina para tratamento precoce contra Covid-19. A substância não tem comprovação científica de eficácia nesse caso.

De acordo com informações do portal Rolling Stone, na ocasião, o político alegou que ele e outros integrantes do Palácio do Planalto usaram o medicamento. Além isso, Bolsonaro voltou a falar também da cloroquina, medicamento que não é eficaz contra o novo coronavírus, como já relatou a comunidade científica.

"Eu tomei a cloroquina, mais de 200 tomaram, aqui na Presidência e ninguém foi a óbito", disse Bolsonaro.

Depois desse comentário, o apresentador Milton Júnior admitiu ter usado ivermectina ao testar positivo para a Covid-19. Em seguida, o presidente rebateu a afirmação do radialista e proferiu uma fala homofóbica.

"Cuidado, que ivermectina mata bichas hein? Cuidado", disse Bolsonaro em tom de piada. O político ainda continuou: “Tem um cara sorrindo atrás de você aí, hein? Cuidado”.

Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, o Brasil registra 19,5 milhões de pessoas infectadas desde o início da pandemia. As mortes em decorrência da doença já chegam em 547 mil no país.  

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.