Notícias » Brasil

Datena classifica manifestações de 7 de setembro como atos antidemocráticos

O âncora da Band realizou a crítica após o repórter Cesar Cavalcante ser hostilizado por manifestantes

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/09/2021, às 15h47

Datena durante apresentação
Datena durante apresentação - Divulgação / Instagram / datenareal

José Luiz Datena aproveitou o espaço no programa Brasil Urgente, que apresenta pela Rede Bandeirantes, para manifestar repúdio aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro após o repórter Cesar Cavalcante, junto a jornalistas de outras emissoras, ser hostilizado durante as manifestações de 7 de setembro.

De acordo com o portal da Rolling Stone Brasil, ele criticou aqueles que chamaram a emissora de “lixo” e que tentaram impedir a realização da reportagem que cobria os atos em São Paulo, dizendo ao vivo que não daria abertura para atos classificados por ele como antidemocráticos.

"Pode tirar a imagem! Democracia é democracia, agora ninguém aqui vai aceitar desrespeito ao repórter que está lá. Nem à imprensa. Ninguém aqui é obrigado a aceitar isso", proferiu o âncora durante a transmissão.

Ainda defendeu Cesar e afirmou que não tinha interesse em realizar a cobertura na passeata visando a saúde do profissional.

"Pedi para não colocar repórter aí desde ontem e sugiro que retirem os repórteres daí imediatamente. Para ficar sendo chamado de 'lixo' ou expor o repórter, que pode ser espancado daqui a pouco, é melhor tirar daí. Esse é o clima de ódio gerado pelas eleições que temos que enfrentar".