Notícias » Política

De 26 capitais brasileiras, Palmas é a única a eleger uma mulher como prefeita

Cinthia Ribeiro, do PSDB, que havia assumido o cargo em 2018 após a renúncia de Carlos Amastha, foi reeleita no primeiro turno

Giovanna Gomes Publicado em 30/11/2020, às 11h07

Urna eletrônica
Urna eletrônica - Edilson Rodrigues/Agência Senado

Somente uma de 26 capitais brasileiras elegeu uma mulher como prefeita nas últimas eleições.Cinthia Ribeiro, candidata do PSDB eleita no primeiro turno, governará a cidade de Palmas pela segunda vez consecutiva. Ela assumiu o cargo em 2018 após a renúncia de Carlos Amastha, do PSB.

O cenário é semelhante aos de 2012 e 2016, quando Teresa Surita foi à única mulher a vencer uma prefeitura de capital, elegendo-se em Boa Vista (RR). Fora das capitais, sete mulheres venceram no 2º turno.

Das 13 capitais onde houve segundo turno, apenas cinco tinham a presença feminina na disputa, mas todas as candidatas foram derrotadas. As que mais chegaram mais perto da vitória foram Cristiane Lopes, do PP, com 45,55% dos votos em Porto Velho (RO) e Manuela D'Ávila, do PCdoB, com 45,37% em Porto Alegre (RS).

De acordo com dados divulgados no mês passado pela agência Fiquem Sabendo, somente sete mulheres haviam sido eleitas prefeitas de capitais brasileiras nos últimos 20 anos. Com a eleição de Cinthia Ribeiro, agora são oito.