Notícias » Japão

De acordo com a mídia local, Japão deve despejar água de Fukushima no mar

Autoridades japonesas debatem sobre a possibilidade do descarte do líquido radioativo tratado desde o acidente na usina, em 2011

Penélope Coelho Publicado em 16/10/2020, às 09h21

A usina vista do mar no ano de 2013
A usina vista do mar no ano de 2013 - Wikimedia Commons

De acordo com informações da imprensa japonesa, o governo do país deve lançar ao mar água radioativa tratada vinda da usina nuclear Fukushima, que foi destruída por um terremoto seguido de tsunami em 2011. As informações foram publicadas nesta sexta-feira, 16, pela BBC.

Segundo informado pelas autoridades locais, nenhuma decisão oficial foi tomada até o momento, contudo, acredita-se que até o final deste mês o lançamento da água já esteja decidido. Nesta manhã, o ministro da indústria do Japão, Hiroshi Kajiyama, afirmou em coletiva de imprensa que a decisão será divulgada em breve.

A discussão sobre o descarte da água acontece há muitos anos e gera diferentes reações. Grupos ambientalistas e pescadores locais discordam da ideia, enquanto cientistas afirmam que o risco apresentado é muito baixo. De acordo com a reportagem, a maioria dos isótopos radioativos da água foram removidos. Contudo, o isótopo trítio, não pode ser retirado.

Desde a destruição da usina nuclear de Fukushima, em 2011, a Companhia de Energia de Tóquio, já recolheu mais de um milhão de toneladas de água contaminada. Atualmente, a preocupação sobre o que será feito com o líquido está crescendo, já que o espaço para armazená-lo está se esgotando.