Notícias » Arqueologia

Dente de 80.000 anos é o fóssil neandertal mais antigo já achado na Europa Central

Cientistas estão entusiasmados com a descoberta, que pode ajudar a entender melhor a cronologia genética dessa espécie tão próxima da humana

Ingredi Brunato Publicado em 08/09/2020, às 17h45

Fotografia de estatuetas que buscam representar neandertais.
Fotografia de estatuetas que buscam representar neandertais. - Wikimedia Commons

Em um artigo publicado pela Scientific Reports, cientistas revelam a descoberta do genoma Neandertal mais antigo já encontrado na Europa central, datado de 80.000 anos atrás. Trata-se de um dente, que foi revelado em 2007 na caverna de Stajnia, na Polônia. 

Encontrar um fóssil tão antigo, porém preservado o suficiente para se realizar uma análise genética, representou uma surpresa positiva para os especialistas. O período do qual o dente vêm é um caracterizado por mudanças climáticas e diásporas

Modelo digital 3D do molar encontrado. Crédito: Stefano Benazzi

 

“Estávamos cientes da importância geográfica desse dente por agregar mais pontos cronológicos no mapa de distribuição da informação genética dos Neandertais ", disse Mateja Hajdinjak, que é co-autor do artigo e um pesquisador de pós-doutorado no Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva.

Segundo estudos atuais, os Neandertais teriam permanecido na região mesmo quando a temperatura caiu significamente. Embora os grupos da espécie tenham sofrido contrações demográficas nesse período, sua resiliência ainda é considerada surpreendente.