Notícias » Coronavírus

Depois de meses, EUA têm menos de 40 mil casos diários de coronavírus

Pela primeira vez em cinco meses, o índice retornou ao que estava no período antes das celebrações de final de ano

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 06/03/2021, às 09h46 - Atualizado às 11h35

Imagem meramente ilustrativa de um teste de Covid-19
Imagem meramente ilustrativa de um teste de Covid-19 - Divulgação/Pixabay

O monitoramento da pandemia do novo coronavírus da Universidade Johns Hopkins, nos EUA, revelou que o país, pela primeira vez em cinco meses, registrou menos de 40 mil novos casos da doença em apenas um dia. Os dados são da última quinta-feira, 4, e foram repercutidos pelo UOL.

Os números aumentaram drasticamente com as festividades de final de ano, como as celebrações do Dia de Ação de Graças, em novembro, e do Natal, em dezembro. O ápice aconteceu no dia 8 de janeiro, quando 300 mil pessoas testaram positivo para covid-19 em apenas 24 horas.

Mas, agora, o índice de contaminados retornou ao que estava antes do período de maior disseminação, que foi causado principalmente por viagens e encontros familiares para celebrar as datas comemorativas.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, está otimista com a vacinação em massa no país. Ele afirmou em entrevista coletiva na Casa Branca, na última terça, 2, que espera vacinar toda sua população adulta até o final de maio. O novo prazo antecipa em dois meses a primeira previsão estimada pelo governante.

Além disso, ao longo do governo de Biden, as internações em decorrência das complicações por coronavírus também diminuíram, assim como o número de mortes diárias, que também foi reduzido nos últimos dias. 

Sobre Joe Biden

No dia 7 de novembro de 2020, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não é apenas responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também bateu um recorde do antecessor: é o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória no dia 4 de novembro de 2020, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer a presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.