Notícias » Brasil

Deputado cria petição para incluir vira-lata caramelo na cédula de R$ 200

Considerada um ícone na internet, a cachorrinha já conquistou a assinatura de mais de 48 mil pessoas ao redor do país

Pamela Malva Publicado em 06/08/2020, às 15h30

Sátira de cédula de R$ 200 com cachorro vira-lata caramelo
Sátira de cédula de R$ 200 com cachorro vira-lata caramelo - Divulgação

Logo que o Banco Central anunciou o lobo-guará como personagem da nova cédula de R$ 200, a internet foi tomada por sátiras sobre o assunto. Agora, uma petição online com mais de 48 mil assinaturas pede que um vira-lata caramelo estampe o modelo.

Criado pelo deputado Fred Costa, líder do Patriota na Câmara dos Deputados, o abaixo assinado alega que a inserção do animal na cédula “é um incentivo não só para a adoção, mas também para o controle da espécie”. A petição ainda afirma que o vira-lata caramelo é “o animal mais popular do Brasil”.

Profundo defensor do direito dos animais, o deputado explica que, em território brasileiro, são mais de 40 milhões de bichinhos abandonados. A grande maioria deles, segundo Fred Costa, não tem raça definida.

Fotografia da cachorrinha Pipi / Crédito: Vanessa Brunetta/Arquivo Pessoal

 

"Não descartamos a relevância do lobo-guará na história e na fauna brasileiras”, reitera a petição online, "porém o cachorro vira-lata está mais relacionado ao cotidiano dos brasileiros”. No lançamento da nova cédula, portanto, o deputado enxergou uma forma de estimular os debates sobre maus-tratos contra animais.

A cachorrinha escolhida para representar os 'Sem raça definida' foi Pipi, um verdadeiro ícone na internet. Antiga xodó de Vanessa Brunetta, de Porto Alegre, a cadelinha fugiu e desapareceu durante um passeio em novembro de 2015, segundo o portal Gauchazh.