Notícias » Brasil

Dercy Gonçalves ganhará livro de memórias escrito por sua sobrinha-neta

Em ‘Minha Tia Dercy’, Lucy Freitas contará episódios curiosos da vida da atriz, como quando ela brigou com uma pomba gira em um centro de umbanda

Fabio Previdelli Publicado em 28/10/2021, às 11h02

Dercy Gonçalves, atriz e humorista, em 2004
Dercy Gonçalves, atriz e humorista, em 2004 - Andréa Farias via Wikimedia Commons

Dercy Gonçalves, atriz e comediante, morreu no dia 19 de julho de 2008, aos 101 anos; deixando uma das carreiras mais longevas e cheias de histórias da televisão brasileira. Agora, fatos curiosos de sua vida serão revelados por sua sobrinha-neta, Lucy Freitas, em um livro de memórias: ‘Minha Tia Dercy’. 

Lucy, que é neta de Bita, a irmã mais presente na vida de Dercy, morou por 23 anos na casa de Gonçalves, e diz ser uma eterna admiradora do trabalho de sua tia-avó — que faleceu há 13 anos. 

Começo este livro de memórias a partir da primeira visão que lembro da minha tia. Foi no Teatro Recreio, no Rio, em 1954. Tinha 3 anos e me recordo dela de vestido longo, toda bonita, dançando. Ela me viu na coxia e piscou para mim. Naquele momento vi uma fada e descobri aquela mulher como minha tia. Virei fã e a idolatrei sempre. Titia era um ser encantado para mim”, diz em entrevista ao Splash, do UOL.

A obra, que está em pré-venda no Catarse até hoje, 28, será publicada pela Editora Agora É no início do próximo ano. Com isso, o público poderá saber mais sobre a vida da atriz, que ganhou uma biografia, ‘Dercy: de cabo a rabo’, escrita por Maria Adelaide Amaral, há quase três décadas. 

Lucy explica que, quando o último livro sobre Dercy foi escrito, ela e sua tia ‘estavam brigadas’, assim, acabou não colaborando. “Presenciei muitas histórias e pensei que poderia existir uma segunda edição do livro sobre Dercy Gonçalves. Além disso, titia viveu 14 anos após a primeira biografia ser publicada, tinha muita história nova para contar”.

Uma dessas histórias, explica Freitas, começou a ser revelada pela humorista em entrevista à Jô Soares no extinto ‘Jô Onze Meia’, porém, na ocasião, Dercy nunca deu muitos detalhes sobre o desentendimento que teve com uma pomba gira em um centro de umbanda, no Rio de Janeiro.

“Uma vez fomos visitar um centro de umbanda e percebi que uma das médiuns olhava minha tia com desdenho. Era uma festa de exus aquele dia, e quando a médium recebeu a pomba gira falou para Dercy: 'Não gosto de você'. Ela respondeu: 'Dane-se, também não te conheço e não gosto de você'. Elas trocaram algumas palavras até que a pomba gira a ameaçou: ‘Não brinque que eu posso quebrar a sua perna’. Minha tia respondeu: 'E eu posso te mandar tomar no **?'”, recorda. 

Para ler a entrevista completa de Lucy Freitas com o Splash, do UOL, clique aqui!