Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Cruzadas

Cientistas descobrem a causa da morte de Luís IX, o rei da França que virou santo

O famoso rei-santo foi responsável pela Cruzada até a Tunísia, entretanto, uma estupidez o levou à morte. Entenda!

André Nogueira Publicado em 24/06/2019, às 08h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Reprodução
Reprodução

As teorias que apontam a peste como causa da morte do rei Luís IX não tem fundamento documental. Um novo estudo de arqueologia forense levantou, recentemente, uma nova hipótese para a morte do rei-santo. Ele teria morrido, na verdade, de escorbuto ou pelas complicações da doença. 

A origem da doença teria sido de uma estupidez que, na verdade, era comum entre os invasores coloniais da época: Luís teria se recusado a se alimentar da comida local africana durante sua Cruzada na década de 1270.

Os especialistas usaram fragmentos do maxilar do rei, que estão na Catedral de Notre-Dame, para chegar a essa conclusão. A mandíbula apresenta danos na gengiva e nos ossos, o que condiz com os sintomas do escorbuto. A falta de ingestão de comida num cardápio equilibrado teria reduzido a absorção de Vitamina C de Luís, levando-o ao agravamento da saúde. Luís morreu cinco semanas após o desembarque em Cartago.

Mandíbula do rei / Crédito: Divulgação

Isso porque a Cruzada de Luís foi até a Tunísia, terra rica em frutas e legumes repletos de Vitamina C. Com a recusa do Rei, sua saúde piorou. Foi a última viagem dele na tentativa de tomar a Terra Santa.

Escorbuto é uma condição rara de saúde em que a falta de Vitamina C impede a substituição e renovação do colágeno nos tecidos do corpo, gerando dores, sangramentos e fragilidade. Era uma doença comum em piratas e viajantes, por falta de consumo de frutas. Uma equipe de pesquisadores coordenada pelo patologista Philippe Charlier acredita estar confirmado o diagnóstico de escorbuto de Luís IX.

Morte de Luís IX em Tunis / Crédito: Wikimeida commons

Foi usada da datação de Carbono-14 para autenticar a origem da queixada analisada. O exame ósseo confirmou o escorbuto, pois a fibra da estrutura estava fragilizada.

Cronistas da época relataram como São Luís perdeu os dentes e cuspiu pedaços de suas gengivas - o que é consistente com o que foi analisado em sua mandíbula. Por muito tempo, historiadores usaram esse tipo de relato para afirmar que Luís teria morrido de Peste, mas as fontes não são tão precisas.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!