Notícias » África

Descoberta cidade perdida na savana da África do Sul

As estruturas de até 600 anos estavam escondidas por uma densa camada de vegetação, revelada por laser aéreo

Alana Sousa Publicado em 06/02/2019, às 17h00 - Atualizado às 17h56

Reprodução da cidade de Kweneng, na África do Sul
Reprodução

Analisando bilhões de disparos de luz contra o solo, com o chamado lidar (palavra que une “light” e “radar”, um radar de luz – laser), arqueólogos descobriram uma cidade perdida na África do Sul, no que hoje é a Reserva Natural Suikerbosrand. A cidade descoberta, chamada Kweneng, foi uma capital próspera nos anos de 1400, até que foi destruída e abandonada.

A cidade, que está escondida sob uma espessa camada de vegetação, já havia sido descoberta em 1968, por Revil Mason, diretor aposentado de pesquisa arqueológica da Universidade Witwatersrand, mas só agora os arqueólogos perceberam o real tamanho do lugar, dado como três vezes maior do que antes, com aproximadamente 20 quilômetros quadrados.

Os restos da cidade de Kweneng, na África do Sul;Karim Sadr

Karim Sadr, professor de arqueologia da Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, foi um dos líderes da pesquisa, e contou ao Live Science, que “como eles não tinham uma língua escrita, descobertas como essa podem lançar luz sobre a vida das pessoas e, talvez, sobre a arquitetura que elas usaram e como montaram cidades”.

Sobre a razão que levou ao declínio da cidade, Sadr conta que foi por causa de guerras civis, na década de 1820. Entretanto, não está claro se o conflito imediatamente declarou a sentença de morte da cidade. Isso porque algumas das estruturas remanescentes datam entre 1825 e 1875.

Os pesquisadores documentaram os restos estruturais da cidade perdida  Karim Sadr

Cada complexo da estrutura, cerca de 800 a 900 compostos ao todo, poderia ter abrigado poucas famílias. Entre 5.000 e 10.000 pessoas provavelmente viveriam lá durante o pico da cidade em 1820.

Para os pesquisadores, a descoberta é uma janela excitante para o passado da região da África Austral, que ainda é amplamente desconhecida.


Com informações de Live Science e Africa News