Notícias » Arqueologia

Destroços de basílica de 1500 anos ressurgem devido à seca em região turca

A igreja provavelmente acabou submersa no Lago Iznik devido a um terremoto em 740 d.C.

Isabela Barreiros Publicado em 14/09/2020, às 14h19

Vestígios de basílica no Lago Iznik, Turquia
Vestígios de basílica no Lago Iznik, Turquia - Divulgação/DHA

Em junho deste ano, pesquisadores já observaram que, no Lago Iznik, na província de Bursa, ao noroeste da Turquia, estavam restos subaquáticos de uma construção muito antiga. A água cristalina fez com que eles pudessem ver com clareza a basílica St. Neophytos, que tem pelo menos 1.500 anos.

Agora, o recuo do lago, causado por uma seca na região, fez com que a igreja pudesse ser finalmente examinada. Os destroços estavam localizados a 20 metros da costa e a dois metros de profundidade, o que dificultava sua análise. Com seu ressurgimento, esse processo será facilitado para os pesquisadores.

Igreja submersa em junho deste ano / Crédito: Divulgação/CEN

 

Acredita-se que a basílica tenha sido construída ao longo do século 5 e provavelmente foi uma importante representação do cristianismo na região. "É interessante termos gravuras da Idade Média que retratam esse assassinato. Vemos Neophytos sendo mortos na costa do lago”, disse o chefe do Departamento de Arqueologia da Universidade Uludag, Mustafa Sahin.

É provável ainda que a construção tenha sido afundada no Lago Iznik, na Turquia, devido a um terremoto que teria acometido a região em 740 d.C.