Notícias » Personagem

"Destruí uma parte de mim", diz homem com braço erguido há 45 anos

Há mais de quatro décadas, o indiano Amar Bharati mantém o membro na mesma posição

Redação Publicado em 07/12/2021, às 15h50

Amar Bharati, ao centro
Amar Bharati, ao centro - Divulgação / Galileo

O indiano Amar Bharati, que afirma manter seu braço direito levantado há mais de 45 anos, recentemente deu uma entrevista na qual falou sobre a condição.

Com o membro erguido há tanto tempo, o homem demonstra devoção a um dos principais deuses do hinduísmo, Shiva.

Até o início dos anos 1970, Bharati tinha um emprego em um banco e morava com sua esposa, com quem teve três filhos.

Um dia, porém, decidiu que sairia de casa e partiria em uma longa peregrinação pelo país. Três anos depois, teve a ideia de erguer o braço permanentemente, com o objetivo de buscar o caminho da iluminação.

"O início foi muito doloroso. Minha mão ficou inchada por seis, sete meses, mas depois o inchaço passou", declarou o religioso em entrevista concedida ao programa de TV alemão "Galileo", segundo informações do UOL, 

É uma tradição antiga. Alguns ficam em uma perna só, outros param de falar, já eu mantenho meu braço erguido. Eu destruí uma parte de mim para me conectar com Deus."

Por estar a tanto tempo com o braço na mesma posição, Bharati não consegue mais abrir as mãos. Além disso, é possível que o membro esteja inutilizado, uma vez que pode ter sofrido danos severos nos nervos e na circulação sanguínea.