Notícias » Inglaterra

Fim do mistério: enigmático dinheiro de vilarejo inglês tem seus donos revelados

Envelopes lotados de libras apareciam na pacata vila de Blackhall Colliery e eram entregues para a polícia. Até o momento, ninguém sabia qual a origem dos achados

Caio Tortamano Publicado em 18/01/2020, às 08h00

Policial segurando um dos pacotes encontrados em Blackhall Colliery
Policial segurando um dos pacotes encontrados em Blackhall Colliery - Divulgação Polícia de Durham

Desde 2014, diversos pacotes de dinheiro foram encontrados espalhados pelas ruas no pacato vilarejo de Blackhall Colliery, ao nordeste da Inglaterra. Contendo cada um cerca de 2.000 libras (cerca 11.000 reais), a origem dessas cédulas era incerta, e os moradores se prontificavam a entregá-los para a polícia.

Somente agora as autoridades locais conseguiram identificar os autores das ações. A Polícia de Durham — responsável pelo vilarejo — anunciou que os benfeitores haviam se entregado, e que não queriam nenhum tipo de reconhecimento pelos atos, por agirem, segundo eles, em filantropia.

Uma das pessoas da generosa dupla é uma mulher, e ela explicou a escolha pelo simpático local: “sinto uma conexão emocional com a aldeia depois que fui ajudada por um morador de Blackhall Colliery, por isso quis retribuir a bondade”.

Os policiais orientaram as pessoas que encontrarem os pacotes a entregarem o dinheiro, assim como era feito anteriormente. Inevitavelmente — já que ninguém recorria às autoridades em busca das quantias — o valor acabava voltando para os responsáveis pelo achado.

As notas eram deixadas em lugares onde pessoas em situação de vulnerabilidade, como idosos ou moradores de rua, pudessem encontrar facilmente. Anteriormente, mesmo quando o montante era retornado, as pessoas tinham receio em gastá-lo. Agora elas podem se sentir mais tranquilas quanto à origem do dinheiro.