Notícias » Ucrânia

Diplomata da UE sugere uso de reservas russas para reconstrução da Ucrânia

A declaração foi dada nesta segunda-feira, 9

Redação Publicado em 09/05/2022, às 12h05

Ucraniana vê cidade destruída pelos bombardeios
Ucraniana vê cidade destruída pelos bombardeios - Getty Images

Um diplomata da União Europeia sugeriu, nesta segunda-feira, 9, que o bloco considere a possibilidade de utilizar as reservas internacionais da Rússia bloqueadas pelo Ocidente para reconstruir a Ucrânia.

"Alguém precisa me explicar por que isso é bom de ser feito com o dinheiro afegão, mas não é bom com o russo", declarou Josep Borrell ao jornal britânico Financial Times. Ele atua como alto representante da UE para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança.

De acordo com informações do UOL, no início do mês de fevereiro, os Estados Unidos confiscaram US$ 7 bilhões pertencentes ao Banco Central do Afeganistão que estavam depositados em instituições do país, transferindo a quantia para os cofres estadunidenses. O valor seria em parte destinado às famílias de vítimas dos atentados de 11/9 e parte para custear ajudas humanitárias à população afegã.

Danos a infraestruturas

Segundo o Financial Times, cerca de US$ 300 bilhões dos US$ 630 bilhões em reservas russas mantidas no exterior estão atualmente bloqueados. Conforme apontou o Banco Mundial no final de abril, os danos físicos a infraestruturas na Ucrânia em razão dos ataques russos teriam gerado um prejuízo de cerca de US$ 60 bilhões.

"Esta é uma das questões políticas mais importantes sobre a mesa: quem vai pagar pela reconstrução da Ucrânia?", declarou o diplomata da UE. "Temos o dinheiro no nosso bolso", sugeriu.