Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Entretenimento

Diretor vencedor de Oscar é preso na Itália acusado de agressão sexual

Paul Haggis ganhou três estatuetas em "Crash - No Limite", mas tem histórico pessoal marcado por má conduta

Wallacy Ferrari Publicado em 20/06/2022, às 11h58

Cineasta Paul Haggis durante evento - Getty Images
Cineasta Paul Haggis durante evento - Getty Images

O diretor de cinema canadente Paul Haggis, mundialmente conhecido ao ganhar um Oscar de Melhor Filme com o filme 'Crash - No Limite', foi detido na Itália sob suspeita de "crimes de agressão sexual qualificada e lesão corporal, crimes cometidos sobre uma jovem estrangeira", conforme registraram agências de notícias italianas.

De acordo com promotores, a vítima é uma jovem que já era acompanhada pelo diretor há algum tempo e estava hospedada no mesmo local que ele antes do festival Allora Fest, que contaria com a participação do norte-americano na próxima terça-feira, 21. Contudo, Haggis teria forçado a garota a ter relações sexuais, posteriormente a obrigando a procurar atendimento médico.

Através de um advogado, o diretor, de 69 anos, negou as acusações, ordenando que averiguações sejam feitas "o mais rápido possível" e se declarando "totalmente inocente", segundo o portal Splash, do UOL.

Histórico sujo

Haggis já havia enfrentado acusações anteriores relacionadas a má conduta sexual, como relatou o The Hollywood Reporter em 2018, quando quatro mulheres acusaram o diretor de abuso, duas delas de estupro.

Na época, ele replicou as acusações como uma tentativa de extorsão, mas foi obrigado a fornecer amostras de DNA no ano seguinte em decorrência do processo legal. Durante o julgamento, surgiram mais três mulheres, somando acusações aos depoimentos iniciais, mas o caso corre até os dias atuais em sigilo.