Notícias » Arqueologia

DNA de sepulturas milenares revela interações funerárias entre culturas da Idade da pedra

Três culturas pré-históricas da Escandinávia possuíam práticas em comum na hora de enterrar os mortos

Vanessa Centamori Publicado em 05/06/2020, às 15h30

Sepultura típica da cultura Pitted Ware, da Idade da Pedra
Sepultura típica da cultura Pitted Ware, da Idade da Pedra - Divulgação

Pesquisadores suecos criaram um mix de informações arqueológicas e genéticas para entender melhor de onde surgiram as referências culturais dos povos da Idade da Pedra. O estudo analisou sepulturas para comparar dois povos contemporâneos da mesma época dos membros da cultura Pitted Ware. 

Essa cultura era composta por caçadores-coletores, que viveram no sul da Escandinávia por volta de 3200 a.C a 2300 a.C. Segundo os pesquisadores, os restos mortais dessa população revelaram que durante meados da Idade da Pedra existiam três grupos culturais diferentes. 

O primeiro desses grupos era o dos originários da cultura da cerâmica do funil, associada aos primeiros agricultores da Escandinávia. Já o segundo consistia na população da própria cultura Pitted Ware, atrelada à pesca e à caça. Por último, foram considerados os membros da cultura Battle Axe, que misturava pastores e agricultores. 

Ossada de um membro da cultura Battle Axe / Crédito: Divulgação/Universidade de Uppsala

 

Os povos das três manifestações culturais da Idade da Pedra tinham formas diferenciadas de sepultar os seus mortos. Por meio dessas distinções e pelo mapeamento genético foi possível notar que as pessoas dessas culturas tinham informações diferentes em seus DNAs. 

No entanto, houve uma rica troca cultural. Por exemplo, algumas sepulturas dos membros da Pitted Ware pareciam ter sido influenciadas pelos Battle Axe, mesmo que as duas culturas tenham vivido de maneira relativamente distinta durante séculos de coexistência.

Segundo o arqueólogo Jan Storå, da Universidade de Estocolmo, alguns túmulos dos Pitted Ware tinham características que não eram originais dessa cultura, mas sim importadas dos Battle Axe. "Por exemplo, alguns indivíduos foram enterrados deitados de lado, com as pernas levantadas, e outros tinham machados de batalha como presentes de enterro, algo que geralmente é associado à cultura Battle Axe ", explicou Storå.