Notícias » Reino Unido

Doca que guardava o navio de Charles Darwin recebe proteção nacional

O HMS Beagle ficou famoso por ter sido a embarcação responsável por levar o naturalista ao redor do mundo para desenvolver suas teorias sobre seleção natural e evolução

Isabela Barreiros Publicado em 12/05/2020, às 13h34

Ilustração do navio HMS Beagle
Ilustração do navio HMS Beagle - Wikimedia Commons

Por volta de 1847, uma doca foi construída no rio River Roach, em Essex, na Inglaterra. Ela permaneceu em uso até 1870, quando provavelmente passou por um processo de reutilização, onde foi desmontada e utilizada para outras construções. O mesmo teria acontecido com um importante navio que atracava no local, o HMS Beagle.

O Beagle ficou conhecido por ter sido o meio de transporte do naturalistaCharles Darwin para realizar suas diversas expedições ao redor do mundo, entre 1831 e 1836. Seu livro, publicado em maio de 1839, leva até mesmo o nome da embarcação, A viagem do Beagle: viagem de um naturalista à volta do mundo. Essas viagens foram essenciais para que Darwin desenvolvesse suas teorias científicas a respeito da seleção natural e evolução das espécies.

No entanto, após ter sido utilizado por Darwin, o navio teve sua função redesignada, em 1845. Ele passou a ser, então, uma embarcação de observação estática utilizada pela guarda costeira, e tinha como ponto de parada a doca em Essex. Em 1870, ambas as construções foram desmontadas e o local ficou determinado como o último descanso do Beagle — por isso a importância da região. 

Provável local onde a doca estaria localizada / Crédito: Wessex Archaelogy 

 

Pesquisas realizadas pela Universidade de St. Andrews, em 2003, e mais recentemente pela Universidade de Southampton revelam que ainda existem restos dessa doca e do próprio Beagle no fundo do rio que perpassa a vila de Paglesham. O material encontrado consistiria em partes essenciais da antiga estrutura.

Devido à importância de ambas as construções, o local passou a ser considerado um “monumento programado”, que, no Reino Unido, é um sítio arqueológico preservado pelo governo.

“Este é um exemplo fascinante de uma rara história marítima, ligada a um dos navios mais famosos do mundo. Estamos felizes em ver este local em um canto tranquilo de Essex, recebendo proteção nacional e comemorado como parte dos eventos do bicentenário de Beagle”, afirmou Duncan Wilson, diretor executivo da Historic England.