Notícias » Nazismo

Documentário aponta gostos sexuais bizarros de Adolf Hitler

O líder nazista supostamente realizava atos com a meia-sobrinha Geli Raubal

Redação Publicado em 03/05/2021, às 14h38

Hitler faz saudação nazista em 1939
Hitler faz saudação nazista em 1939 - Getty Images

Um novo documentário produzido pela emissora britânica Sky History revela que o líder nazista Adolf Hitler não apenas era viciado em pornografia, mas matinha relações de fetiche e sadomasoquismo com a meia-sobrinha Geli Raubal, que era forçada a ficar nua e realizar golden shower — urinar no corpo do político, como repercutiu o portal UOL.

A produção tem o nome de “Hitler’s Secret Sex Life” e teve o primeiro de quatro episódios transmitido no último domingo, 2, contando cronologicamente o históricos relacionados a vida sexual do austríaco, partindo de 1925, quando a filha de sua irmã teve de se mudar para a casa dele, iniciando um relacionamento de obscenidades.

As evidências são baseadas em depoimentos do político e amigo pessoal de Hitler, Otto Strasser, que relatou intercursos onde a jovem, completamente despida, teve de sentar no rosto do líder nazista e urinar em seu rosto. Geli não manifestava prazer naquilo, descrevendo o ato como “extremamente nojento” em relatório noticiado pelo The Sun.

Apesar da situação, o documentário apurou que, pouco após conversar com Otto, a jovem foi encontrada sem vida no apartamento de Hitler com um tiro no peito, em 1931.

Legistas apontaram tratar-se de um suicídio, mas o documentário levanta a possibilidade de ser um assassinato do líder para ocultar a vida íntima. Os próximos episódios da produção deverão tratar de sua intimidade com Eva Braun e no período em que foi Führer.