Notícias » Entretenimento

Documentário que exalta a primeira atriz negra do Paraná chega aos telões em abril

Com criação de Kelvin Millarch, projeto tem previsão para ser exibido em diversas cidades paranaenses

Redação Publicado em 06/04/2022, às 17h07

Odelair Rodrigues
Odelair Rodrigues - Divulgação/Um Prólogo para Odelair Rodrigues

O curta “Um Prólogo para Odelair Rodrigues”, que foi lançado em outubro de 2021, no Cine Passeio de Curitiba, tem previsão para ser exibido em vários municípios do Paraná neste mês de abril.

Com criação e direção de Kelvin Millarch, o projeto tem a proposta de ovacionar Odelair Rodrigues, primeira atriz negra a fazer carreira na televisão, teatro e cinema paranaense.

De acordo com Kelvin, a ideia é rodar em algumas cidades, como Ponta Grossa, Cascavel, Irati, Londrina, Maringá e Foz do Iguaçu.  

“A proposta inicial vem com a reflexão entre mim e Caio Frankiu (sócio da Cia KÀ de Teatro), sobre por que motivo nunca ouvimos falar de Odelair Rodrigues? A motivação principal para iniciar o projeto é a vontade de levar o nome da atriz ao público da nossa geração, já que artistas que conviveram com Odelair não agiram de forma efetiva para manter a memória da artista ativa”, explica Kelvin Millarch.  

Com uma linguagem dinâmica, misturando entrevistas encenadas, peças e imagens reais da vida de Odelair, o documentário tem o foco de sempre indicar uma nova informação sobre a personagem e, com isso, prender a atenção do espectador.

Aliado ao realismo, que é a essência do criador, o curta deixa claro a sua ideia de provocar e fazer com que o público traga questionamentos em torno da obra.  

Com essa forma de contar a história, passamos a mensagem para o público de forma leve e engraçada, sem deixar os fatos a par e respeitando a memória de Odelair Rodrigues.O impacto ao público surge quando eles mesmos levam o nome de Odelair a outro patamar, isso em debates sociais, outras montagens artísticas e sua presença na era digital”, disse ele. 

Uma grande mulher

Tendo mais de 50 anos de carreira, Odelair Rodrigues, que faleceu aos 67 anos em 2003, marcou sua trajetória no rádio, televisão, teatro e cinema. Dentre tantos destaques, vale destacar os seus trabalhos na TV Paraná, TV Tupy e Rede Globo, onde contracenou com vários artistas famosos, como o seu amigo Ary Fontoura.  

Com inspirações em “Dercy de Verdade”, de Jorge Fernando, e “Rogéria, Senhor Astolfo Barroso Pinto”, de Pedro Gui, o documentário de Kelvin Millarch conta toda a trajetória de um dos principais nomes artísticos da história cultural do Paraná.

Além do documentário, Kelvin Millarch revelou que existe a preparação de uma peça para reverenciar a vida da atriz, com previsão de estreia para novembro, no mês da Consciência Negra.