Notícias » Personagem

Documento revela que Lygia Fagundes Telles teria omitido verdadeira idade

Acredita-se que a escritora brasileira — que faleceu recentemente — era mais velha do que se pensava; entenda

Redação Publicado em 08/04/2022, às 11h20

Lygia Fagundes Telles
Lygia Fagundes Telles - Divulgação/Wikimedia Commons/Augusto Canuto/Ministério da Cultura

No último domingo, 3, o Brasil se entristeceu com a notícia da morte da escritora Lygia Fagundes Telles, figura que ficou conhecida como uma das principais personalidades do pós-modernismo no país.

Na ocasião, com o anúncio de sua morte foi revelado que a escritora faleceu de “causas naturais”, aos 98 anos de idade. No entanto, documentos da autora mostraram outras evidências. Fagundes seria cinco anos mais velha do que se pensava.

De acordo com informação publicadas na última quinta-feira, 7, pelo portal de notícias g1, após a discussão sobre a verdadeira idade de Lygia, o genealogista Daniel Taddone revelou através de documentos — como a certidão de casamento de Telles — que a paulistana nasceu em 19 de abril de 1918, e não em 19 de abril de 1923, como era divulgado até então.

Sendo assim, o pesquisador concluiu que a escritora faleceu, na verdade, aos 103 anos de idade. Em nota, a Academia Brasileira de Letras (ABL) se pronunciou sobre o caso.

Segundo a ABL, nos dados fornecidos pela escritora, sua data de nascimento consta como 1923, no entanto, informaram que ainda não receberam a certidão de óbito. Sobre o posicionamento de Lygia em relação ao assunto, foi dito que a autora preferia “manter a discrição” sobre sua idade.