Notícias » Estados Unidos

Donald Trump fala sobre fraude nas eleições americanas e pede para que seus eleitores votem duas vezes

O presidente afirma que as eleições "não serão justas" se for permitido o voto universal pelo correio e cria dúvidas sobre o Sistema Eleitoral estadunidense

Giovanna de Matteo Publicado em 03/09/2020, às 10h00

Fotografia de Donald Trump
Fotografia de Donald Trump - Divulgação

O presidente Donald Trump falou sobre o sistema de votos que ocorrerá este ano durante as eleições dos Estados Unidos, incentivando seus eleitores a votarem duas vezes, uma presencialmente e outra pelo correio.

O canal NBC News questionou o presidente a respeito da alternativa que o Congresso adotou para que diminua o risco de contaminação por coronavírus, indagando-o sobre a confiança no voto por correio no estado da Carolina do Norte.

Trump manifestou incômodo com a modalidade, alegando injustiça: "Deixem que eles enviem os votos e votem presencialmente, e se o sistema for tão bom quanto dizem, então obviamente eles não conseguirão votar. Se não for contabilizado, eles poderão votar". Além disso, ele já havia declarado que o voto por correio seria "o maior golpe de todos os tempos".

O acessor da campanha de Trump, Tim Murtaugh, também foi contestado sobre as falas do candidato, e afirmou: "O presidente Trump incentiva apoiadores a votarem por correio, e verificarem pessoalmente que o seu voto foi contabilizado. É incrível que a mídia insista que a fraude eleitoral não existe e depois grita sobre isso quando o presidente Trump aponta os furos nos esquemas eleitorais dos democratas."

Em entrevista à Fox News, o presidenciável expôs os problemas no qual o correio passa e instigou sobre uma fraude eleitoral: "Dezenas de milhões de cédulas são enviadas a todo mundo e seus cachorros, cachorros vão receber, pessoas que estão mortas há 25 anos vão receber. Você precisa ver o que está acontecendo. Então, você nunca terá uma eleição justa".