Notícias » Estados Unidos

Donald Trump sai em defesa de casal que apontou armas para manifestantes do movimento Black Lives Matter

Para o presidente americano, acusar a dupla de crime de ódio seria uma “desgraça”

Alana Sousa Publicado em 16/07/2020, às 12h45

Donald Trump em aparição pública
Donald Trump em aparição pública - Getty Images

Em uma entrevista concedida ao site Townhall, o presidente americano Donald Trump, defendeu um casal que apontou armas para manifestantes que protestavam contra o racismo nos Estados Unidos, como parte do movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam em tradução livre). A informação foi reproduzida pelo portal UOL.

Mark e Patricia McCloskey foram filmados apontando duas armas para os protestantes na tarde do dia 29 de junho, na cidade de St. Louis, no estado do Missouri. Sobre o caso, Trump afirmou: “Se eles tivessem sorte, seriam linchados e a casa seria totalmente revirada e provavelmente incendiada como eles tentaram fazer com igrejas. E essas pessoas [o casal] nunca usaram e as armas eram legais. Agora, eu fico sabendo que alguém lá quer acusá-los, é uma desgraça”.

O casal com as armas em direção aos manifestantes / Crédito: Divulgação/Twitter

 

O casal de advogados teve suas armas detidas pela polícia e poderão enfrentar um julgamento, conforme as leis da região. Além de Donald, o governador do estado, Mike Parson, também saiu em defesa da dupla e disse que já conversou com Trump sobre o assunto.

“Conversei com o presidente e ele disse que faria o possível em seu poder para ajudar com essa situação, ele estaria tomando uma atitude. Sou grato que ele esteja se envolvendo com esta situação. Sou grato que ele faça algo por pessoas em seus direitos”, declarou Parson para a imprensa.