Notícias » Irlanda

Dupla de pescadores encontra assustadora galhada de alce extinto

Os homens se surpreenderam quando encontraram o raríssimo item que esconde uma história fascinante

Caio Tortamano Publicado em 01/10/2020, às 07h00

Raymond McElroy ao lado de seu achado
Raymond McElroy ao lado de seu achado - Divulgação - Facebook

Na Irlanda do Norte, um pescador e seu assistente se surpreenderam quando retiraram do Lago Neagh as galhadas de um alce juntamente com um crânio do animal quase intacto. Depois que o caso ficou conhecido, o exemplar foi pesquisado e investigadores descobriram que o resultado da pesca tinha 10.500 anos.

Enquanto Raymond McElroy puxava a pesada pesca para dentro do barco, o assistente Charlie Coyle tinha certeza que se tratava do “próprio diabo”, como ele disse para o jornal The Irish Times. A galhada foi encontrada enquanto os homens estavam cerca de 800 metros da costa, onde o lago tem pouco mais de 6 metros de profundidade.

O paleontólogo do Museu de Ulster em Belfast, Mike Simms, afirmou que se tratava dos restos de uma espécie extinta de animal chamada Alce Irlandês — que não eram propriamente alces, mais próximos de um cervo, e muito menos eram encontrados somente na Irlanda.

Detalhe da galhada encontrada / Crédito: Divulgação - Facebook

 

O pedaço do animal encontrado por Raymond e Charlie mede cerca de 1 metro e 80 centímetros, comprovando a posição que o alce ocupa como uma das maiores espécies a vagar pela Terra.

Os gigantes animais viviam bem nas planícies da Irlanda, mas graças ao crescimento das florestas, as enormes galhadas passaram a se tornar um problema em ambientes mais fechados. Essa dificuldade de locomoção as tornou presas mais vulneráveis, e foram deixando de existir com o passar do tempo.