Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Durante entrevista, Papa defende o meio ambiente e cita Roberto Carlos

Pontífice citou o que acreditava ser uma canção do artista brasileiro no último domingo, 6

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/02/2022, às 15h58

Papa Francisco - Wikimedia Commons
Papa Francisco - Wikimedia Commons

Em um discurso sobre sustentabilidade feito durante uma entrevista à televisão no último domingo, 6, o Papa Francisco classificou o despejo de plásticos em cursos d’água como “criminoso”, e usou o que ele acreditava ser uma canção do Roberto Carlos para falar sobre a situação de rios poluídos. 

Na entrevista de uma hora de duração, feita pela emissora estatal RAI, o pontífice também falou de outros temas que dizem respeito a seu papado, defendendo os direitos humanos de migrantes e condenando o conservadorismo dentro da igreja e gastos excessivos em armamentos, segundo a Reuters.

Francisco descreveu a defesa do meio ambiente como uma parte importante de seu papado, e destacou que pescadores italianos haviam o procurado para falar sobre toneladas de plástico que encontraram no mar Adriático.

Foi então que o papa citou a música do cantor brasileiro Roberto Carlos, que fala sobre a história de um menino que pergunta para seu pai por que o rio não canta mais, enquanto o pai responde que o rio já não existe mais. 

Contudo, vale destacar que a música descrita pelo Santo Padre não é do artista brasileiro. 'Padre' é uma canção de Juan Manuel Serrat, cantor espanhol.