Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Elefante

Elefante que teria pisoteado mulher mais de uma vez vira meme

O comportamento do elefante se tornou motivo de humor nas redes sociais

Redação Publicado em 20/06/2022, às 19h00

Fotografia meramente ilustrativa de um elefante - Divulgação/ Pixabay/ ajoheyho
Fotografia meramente ilustrativa de um elefante - Divulgação/ Pixabay/ ajoheyho

No estado de Odisha, situado na Índia, um elefante selvagem matou uma mulher de 70 anos e poucos dias depois, voltou ao local de seu funeral e acabou pisando em seu cadáver, em um incidente acontecido na quinta-feira, 9, segundo a apuração do portal de notícias britânico ‘The Independent’.

Maya Murmu estava em uma aldeia durante a atividade de retirar água de um poço através de baldes, quando o animal surgiu rapidamente e lhe pisoteou, estando aparentemente desesperado ao fugir de um santuário de vidas selvagens de Dalba, cidade localizada a quase 100 km de distância do local da morte.

Após ser pisoteada, a mulher foi levada para um hospital, onde acabou morrendo devido os ferimentos graves, segundo o relato de policial local, Lopamudra Nayak, em entrevista para o jornal ‘Pess Trust of India’.

Dois dias após o laudo de seu falecimento, a família Murmu estava realizando o funeral da trágica morte, quando uma nova cena chocou todos da região. O mesmo elefante apareceu novamente na cidade, correndo desgovernadamente e foi ao encontro do cemitério onde estava acontecendo o evento de despedida.

Ao tentar ser contido por alguns homens, a fúria do mamífero teria sido aumentada e andando mais rapidamente, suas patas pisotearam o caixão da mulher morta por ele, além de deixar duas pessoas feridas.

O chocante caso acabou gerando grande repercussão nas redes sociais, com alguns usuários fazendo piadas com a situação das repetidos encontros destrutivos do elefante com a mesma mulher: 

Contexto 

Conflitos entre elefantes e humanos são uma ocorrência comum em Odisha. A atividade industrial intensiva no estado rico em minerais, aumentou a invasão humana em habitats animais, crescendo as possibilidades de encontros entre aldeões e elefantes.

Uma tendência preocupante no estado também é o pico no número de mortes não naturais de elefantes. Pelo menos 1.356 elefantes morreram em Odisha desde 2000-01, de acordo com dados fornecidos pelo chefe do guarda da vida selvagem do estado, informou a agência de notícias ‘IANS’.

Pelo menos 42 mortes de elefantes foram registadas no estado em apenas sete meses, de abril até outubro do ano passado, conforme apurado pelo portal britânico.