Notícias » Economia

Elon Musk dá sugestão para reduzir dependência de gás russo na Europa

A ideia que teve origem no último domingo, 10, já recebeu repostas e até convites formais, confira

Redação Publicado em 11/04/2022, às 09h19 - Atualizado em 14/04/2022, às 19h50

Elon Musk, funfador da SpaceX e CEO da Tesla
Elon Musk, funfador da SpaceX e CEO da Tesla - Getty Images

Após desafiar o presidente russo Vladimir Putin para um duelo pela Ucrânia, o bilionário Elon Musk, fez uma sugestão para tentar amenizar a dependência dos países europeus em virtude dos gases da Rússia. A ideia consiste na criação de um enorme parque solar para abastecimento local em todo continente.

Em resposta às falas, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, fez um convite formal ao dono da empresa Tesla, para que amplie os seus conhecimentos no país. O político afirmou estar de portas abertas aos investidores e investimentos no setor. lembrando que o ministro é defensor da energia limpa.

“Já estamos implementando o plano mais ambicioso para um sistema de energia eficiente e sustentável. Todos os setores a bordo. Maximizando oportunidades, digitalização e cadeia de valor para um sucesso duradouro. A hora é agora. Vamos acertar. Venha e veja. Congratulamo-nos com os investidores na Espanha”, escreveu Pedro.

Em 2016, o multi bilionário comprou a fabricante de painéis solares SolarCity por 2,6 bilhões de dólares, e tem ambição de tornar a empresa uma das maiores fornecedoras de energia solar.

A ideia de Musk surgiu após o presidente da Rússia exigir o pagamento do gás russo com a moeda local, o rublo, em razão das fortes sanções que a nação está enfrentando desde o início dos conflitos com a Ucrânia.

A estratégia é vista como uma forma de resposta a altura de suas punições, além da forte possibilidade de valorização do rublo, mostrando para o mundo inteiro o poder de resistência de Putin.