Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Personagem

Elon Musk exige que Twitter prove que menos de 5% das contas são falsas

Segundo o bilionário, a compra da plataforma poderá ser travada caso solicitação não seja atendida

Redação Publicado em 17/05/2022, às 10h16

Elon Musk - Getty Images
Elon Musk - Getty Images

O bilionário sul-africano Elon Musk declarou nesta terça-feira, 17, que o acordo para compra do Twitter será travado caso a empresa não prove que menos de 5% das contas registradas na plataforma são falsas ou spam. Musk, que não confia nos dados fornecidos pela companhia, acredita que a porcentagem seja bem maior.

"20% de contas falsas/spam, 4 vezes o que o Twitter afirma, pode ser *muito* maior. Minha oferta foi baseada na precisão dos registros da SEC do Twitter. Ontem, o CEO do Twitter se recusou publicamente a mostrar prova de <5%. Este acordo não pode avançar até que ele o faça", escreveu o empresário em seu perfil na rede social.

Segundo informações do portal de notícias G1, SEC é a abreviação de Security and Exchange Comission, órgão que, nos EUA, seria equivalente à Comissão de Valores Mobiliários.

Possível renegociação de valores

"Você não pode pagar o mesmo preço por algo que é muito pior do que eles alegaram", disse o CEO da Tesla durante a conferência de tecnologia All-In Summit 2022. O evento ocorreu em Miami na última segunda-feira, 16.

No último sábado, 14, o bilionário que vem questionando os dados fornecidos pelo Twitter revelou que a empresa utiliza uma amostra de 100 perfis para estimar a quantidade de contas falsas e de spam. Mais tarde, declarou ter sido acusado de quebrar um acordo de confidencialidade ao divulgar a informação.