Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Elon Musk faz alerta sobre possível extinção de italianos no mundo

O comentário gerou muita repercussão pelas fortes palavras, veja

Alan de Oliveira| @baco.deoli Publicado em 27/05/2022, às 10h15

Elon Musk usando máscara na época em que a pandemia assombrava o planeta - Getty Images
Elon Musk usando máscara na época em que a pandemia assombrava o planeta - Getty Images

O homem mais rico do mundo, Elon Musk, mesmo sendo CEO de empresas muito relevantes como a Tesla e a SpaceX, parece ter tempo até para pensar em taxa de natalidade italiana.

“A Itália não terá pessoas se essas tendências continuarem”, disse Musk, tentando criar uma emergência pelo dados preocupantes.

A situação ocorreu por meio do 'Twitter', ao responder um tuíte de um pesquisador em segurança cibernética, Andrea Stropp, que publicou um gráfico mostrando a queda na taxa de natalidade italiana.

Em 2021, foi estabelecido um recorde no gigante europeu, com o registro de média de um pouco mais de um filho por mulher, segundo o instituto de estatística italiano "Istat". Com isso, conclui-se uma média de sete recém-nascidos e doze mortes a cada 1000 habitantes.

Mesmo sendo válido lembrar da pandemia do COVID-19, o instituto prevê uma queda de 20% da população até 2070, menos 12 milhões no território.

O problema não é visto apenas no país. Todo o continente europeu sofre pela sobrecarga de sistemas de pensões e saúde.

Fatos caminham com previsão de Musk

Ainda em 2019, Elon já tecia comentários acerca da baixa natalidade em todo o planeta.

"A maioria das pessoas acredita que temos pessoas demais no planeta. Essa é uma visão desatualizada”, falou na Conferência Mundial de Inteligência Artificial em Xangai, conforme apuração do portal "Valor".

Se seus cálculos estiverem certos, ele fala que daqui a 20 anos o maior problema do ser humano será arcar com as consequências de um colapso populacional.