Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Xuxa

Em 1999, robô ‘previu’ o futuro em programa da Xuxa e errou tudo

Vídeo que viralizou nas redes mostra Cibernética falando com Xuxa sobre como é o mundo em 2023: 'Estamos todos bem. Não há guerras'

Fabio Previdelli Publicado em 13/07/2022, às 10h40

Xuxa ao lado de Cibernética - Divulgação/ Redes Sociais
Xuxa ao lado de Cibernética - Divulgação/ Redes Sociais

Tentar prever o futuro sempre foi uma atividade que muitas pessoas tentaram fazer ao longo da história. Embora alguns acertos sejam creditados a um ou outro personagem; em suma, palpites sobre como será o mundo daqui a algum tempo sempre acabam passando longe da realidade. 

Um desses exemplos é a robô Cibernética, interpretada pela atriz Simone Bruno, que foi entrevistada pela apresentadora XuxaMeneghel em 1999, no extinto programa Xuxa Park. Na ocasião, a ‘androide’ disse ter vindo do ano de 2023 e deu um panorama de como seria o futuro para aqueles que ainda viveriam a virada do século.

Venho do ano 2023. O futuro é maravilhoso”, começou Cibernética. 

Entre os outros erros da robô, que viralizaram nas redes sociais, está de que Sasha, filha de Xuxa que havia recém completado um ano de vida, também se tornaria apresentadora de TV e apresentaria o Planeta Sasha. Ela, porém, jamais se interessou por uma carreira na televisão. 

Cibernética ainda agradeceu a Rainha dos Baixinhos por seu papel em conscientizar a população brasileira em não degradar o meio ambiente: “Você foi uma das grandes incentivadoras a cuidar da natureza. Graças a você, as pessoas se conscientizaram. Nós temos muitos bichos e muita vegetação”.

Que futuro é esse? 

A robô continua suas ‘mentiras’ ao falar que, no futuro em que ela vive, “somos muito felizes”. “A natureza está em ordem. Estamos todos bem. Não há guerras. Os seres humanos se conscientizaram da paz”.

Por fim, Xuxa questiona como estão seus ‘baixinhos’ e, mais uma vez, Cibernética parece viver em um futuro alternativo: “Sem drogas. Sem violência. O futuro é belo. Sejam bem-vindos ao futuro”.