Notícias » Entretenimento

Em 2020, número de mulheres na direção de filmes bateu recorde, segundo pesquisa

O estudo apontou ainda que, quando há pelo menos uma diretora, outros cargos importantes em set são geralmente preenchidos por mulheres

Isabela Barreiros Publicado em 05/01/2021, às 07h00

Patty Jenkings, diretora de Mulher-Maravilha (2017)
Patty Jenkings, diretora de Mulher-Maravilha (2017) - Wikimedia Commons

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Estado de San Diego, nos Estados Unidos, revelou que mulheres ocuparam o cargo de diretoras de filmes em uma proporção recorde no ano passado, em 2020. A revista estadunidense Variety foi responsável pela divulgação da pesquisa.

De acordo com os novos dados do Centro para Estudos das Mulheres na Televisão e no Cinema da universidade em questão, as mulheres foram 16% do número de diretores dos maiores filmes de 2020. O estudo foi realizado com os 100 filmes que obtiveram maiores números de bilheteria no ano.

O número é impressionante e representa um recorde. Em 2019, a proporção de mulheres era de 12%, enquanto a de 2018 era ainda menor: as mulheres representavam apenas 4% dos diretores naquele ano.

“A boa notícia é que agora vimos dois anos consecutivos de crescimento para as mulheres na direção, o que quebra um padrão histórico no qual os números tendem a subir um ano e cair no outro. A má notícia é que 80% dos melhores filmes ainda não têm uma mulher no comando", afirmou Martha Lauzen, pesquisadora envolvida no estudo.

Os especialistas também perceberam que o fato de ter uma mulher ocupando o cargo de direção pode aumentar o número de mulheres no set. Geralmente, quando havia ao menos uma diretora, os cargos importantes do filme eram preenchidos por outras mulheres.