Notícias » Polo Norte

Em 30 anos, Polo Norte não apresentará gelo durante o verão, indica estudo

De acordo com os pesquisadores, isso acontecerá mesmo que os países cumpram as imposições do acordo climático de Paris

Nicoli Raveli Publicado em 22/04/2020, às 14h52

Urso polar no Polo Norte
Urso polar no Polo Norte - Divulgação

Recentemente, um grupo de pesquisadores da Alemanha chegou a conclusão de que o Polo Norte deixará de apresentar gelo até 2050. Segundo o estudo, isso acontecerá mesmo que os países cumpram as imposições acordo climático de Paris.

Ainda de acordo com a pesquisa, o mar do Ártico derreterá completamente, o que contribuirá para o aumento do nível do mar e, consequentemente, haverá a perda de grande parte do habitat de diversos animais, como focas e ursos polares.  

Entretanto, a equipe aponta que ainda existe uma pequena esperança: seria possível controlar a frequência do nível de derretimento com o passar dos anos. Segundo o acordo das Nações Unidas (ONU), é essencial manter a temperatura média global abaixo de 2°C.

O Polo Norte é caracterizado pela grande massa de gelo que se forma durante todo o ano. No início de todo verão, esse volume diminui e volta a crescer no inverno. Porém, devido aos gases de efeito estufa, as áreas descongeladas aumentaram nos últimos anos.

Caso as emissões de metano e gás carbônico diminuam, acredita-se que o descongelamento total ocorra em verões intercalados. Entretanto, se a circulação desses gases aumentar, o Oceano Ártico não apresentará gelo na maioria dos verões.