Notícias » Belarus

Em Belarus, opositor Maxim Znak foi detido e conduzido por homens não identificados

O advogado de 39 anos é conhecido por suas ações que visam a transição da política no país

Penélope Coelho Publicado em 09/09/2020, às 12h33

Maxim Znak em entrevista
Maxim Znak em entrevista - Divulgação/ Youtube/ The Guardian/ setembro 2020

Nesta quarta-feira, 9, Maxim Znak, um dos últimos integrantes do Conselho de Coordenação da oposição de Belarus, foi levado por homens mascarados que usavam roupas civis. A notícia começou a circular após a liberação de imagens do ocorrido no aplicativo Telegram. As informações são do portal de notícias G1.

Segundo a reportagem, a polícia e o serviço secreto local não confirmaram a prisão do homem, contudo, o mesmo protocolo já havia sido realizado em outros opositores do governo — que inicialmente foram detidos por pessoas não identificadas e em seguida apareciam presos ou exilados.

Aos 39 anos, o advogado Maxim Znak é um dos sete participantes do Conselho de Coordenação, que tem o objetivo de reformar a polícia de Belarus, além disso, o grupo contesta a reeleição para o sexto mantado do presidente Alexander Lukashenko, que ocorreu em agosto deste ano.

Na última terça-feira, 8, a prisão da opositora Maria Kolésnikova foi confirmada por autoridades locais. Agora, com Znak detido, cinco dos sete membros do Conselho de Coordenação estão presos ou fora do país atualmente.