Notícias » Argentina

Em carta para órgão antirracista, presidente da Argentina pede desculpa por fala preconceituosa

Alberto Fernández afirmou estar aberto para que o Instituto Nacional Contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo avalie seu posicionamento

Penélope Coelho Publicado em 12/06/2021, às 07h24

Alberto Fernández
Alberto Fernández - Getty Images

De acordo com informações publicadas na última sexta-feira, 11, pelo portal de notícias UOL, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, escreveu uma carta para o Instituto Nacional Contra a Discriminação, a Xenofobia e o Racismo (Inadi), pedindo desculpas por uma fala preconceituosa que proferiu na última semana.

Na última quarta-feira, 9, durante uma entrevista ao lado do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, o argentino causou polêmicas ao alegar que “os mexicanos saíram dos índios, os brasileiros saíram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos nos barcos".

A fala do presidente foi repudiada pelos outros líderes de países latino-americanos. Em seu Twitter, Fernández, emitiu um pedido de desculpa afirmando que não teve a intenção de ofender ninguém.

Agora, em carta ao Inadi, o político pediu desculpas novamente e disse estar aberto para avaliações de seu posicionamento. Na correspondência, Alberto assume que sua frase “mexe com alguns dos preconceitos que existem na nossa sociedade".

Contudo, o líder argentino reitera que foi interpretado "por alguns de uma forma que contradiz minhas ações e nossas decisões de governo" e que, em decorrência disso, afirma que está disposto a "colocar essas reflexões à sua consideração para os fins que você considere adequados", fazendo referência à Victoria Donda, diretora do Inadi.